Elétrons

UM POUCO MAIS SOBRE ELÉTRONS

Uma simples célula é um mundo altamente complexo de estruturas organizadas que desempenham uma variedade miraculosa de funções que sustentam o holograma projetado a partir de seu corpo para dentro de uma realidade física.

No centro de uma célula existe um núcleo, que da perspectiva sub-atômica, pode ser experimentado como um enorme e complexo templo de uma livraria viva de cromossomos de base de carbono.

A Luz da Presença Eu Sou está ancorada dentro de cada elétron do DNA e está intimamente focado em engajar os detalhes vitais de seu corpo humano em uma célula simples.

O elétron age tanto como um veículo físico quanto como uma interface para Sua Presença Eu Sou descender para dentro da matriz física dentro de um continuum espaço-tempo. Assim, como veículo para a consciência de sua Presença Eu Sou, os elétrons no corpo magnetizam tudo de que necessitam para criar e sustentar a fisiologia humana. A espiral de um elétron de um momentuum específico magnetiza a maioria da massa atômica nos prótons e neutros. Assim, dentro do Universo atômico é o elétron que anima a massa de nosso corpo humano. O elétron forma o primeiro veículo de nossa encarnação. De um campo infinito de possibilidades de elétrons, nosso corpo é formado em partículas de Luz, elétrons materializados na forma física.

A consciência quântica assim começa dentro de cada átomo de nosso ser. Esta consciência é direcionada pelo elétron- uma partícula quântica elemental em nós que viaja na velocidade da Luz e assim um simples elétron age como uma onda de funções de corpos infinitamente complexos de energia, capazes de existir em múltiplos universos e dimensões simultaneamente.

Uma vez dirigido pelo nosso Eu Superior, o mesmo elétron está intimamente envolvido em construir e manter nossas múltiplas formas em realidades paralelas.

Assim, o elétron pode ser entendido como um ponto de acesso através do qual a consciência interage diretamente com nossas vidas simultâneas. Viajando na velocidade da Luz, o elétron também é o ponto de acesso a qualquer futuro provável, interconectado todos os eventos futuros ao momento atual, bem como a interações perfeitas na linha do espaço tempo, uma vez que está consciente das infinitas possibilidades e futuros eventos advindos de cada opção escolhida pela consciência no passado e no presente, vivida como realidade experimentada ou criada, pois o elétron existe dentro de todas estas probabilidades. Desta forma através dos elétrons podemos falar e interagir com todas as encarnações paralelas na linha de tempo e espaço, onde estes elétrons existem simultaneamente.

Esta característica quântica dos elétrons em nosso corpo são tanto um reflexo puro quanto uma possibilidade de manifestação que revela o Divino dentro da forma. À medida que nossas Presenças Eu Sou oniscientes emergem do útero de Deus para codificar seu ser dentro dos reinos de Luz, um astronômico número de elétrons se envolvem neste processo, de forma a fazer esta transferência da Luz do Ain Soph (o Tudo e o Nada) para dentro de uma forma possível. Uma vez que os Elétrons de frequência maior se organizam numa frequência mais “matéria”, para dentro de uma matriz mais física, eles são carregados por magnetismo pela consciência da Presença Eu Sou.

As partículas quânticas de uma massa potencial e futuras probabilidades que orquestram os parâmetros de nossa encarnação são atraídos para estes elétrons magnetizados pela Presença Eu Sou. Assim os elétrons criam nosso corpo e também existem em todos os demais lugares em realidades paralelas. Por isto, no corpo Eka eles se reconhecem e podem ser unificados, também por isto eles podem ser reprogramados por novas frequências e nova consciência vinda de nossas Presenças, em nosso processo de evolução (Escada de Jacó).

TEXTO: Maria Tereza Cunha – Portal Alnilam

 

Desenvolvimento, Hospedagem e Manutenção Site 7 Dias .'.

Menu