Elohim

SOBRE OS ELOHIM

Elohim é uma palavra hebraica que significa DEUS. Emprega conceitos da divindade. Apareceu mais de 2500 vezes no antigo testamento, como uma afirmação da majestade e magnitude da criação.

O prefixo EL significa Deus. Elohim são extensões de Deus para criar mundos em formas. Daí o termo Elohim criadores. Num primeiro momento, o Criador se manifestou no Plano Mental Superior (Universo Mental criado por Deus) conhecido na Fraternidade Branca como Plano Celestial ou Atmã e deu forma aos Elohim, pela força emanada dele mesmo.

Elohim é a palavra para a divina presença do poder de criação. Os Elohim são seres de luz que transpõem as formas pensamento da mente universal da criação dos múltiplos universos da morada de Deus, das muitas mansões. Dirigem o Poder criativo ou força criativa. Dirigem e operam a energia criativa do Universo.

De acordo com as escrituras sagradas, eloha é singular e elohim é plural. O fato de termos um substantivo que é feminino no singular e um masculino no plural, sugere uma absoluta união na infinita multiplicidade. Sendo a unicidade, o princípio da força e da forma que são unos.

Deve-se entender que a idéia do Pai e Mãe, não é uma idéia dual. A ideia de um substantivo que é feminino no singular e masculino no plural não sugere a idéia de Deus e Deusa, mas sim a ideia de divino: um Pai Divino, único- Deus Pai/Mãe, que pode intrinsecamente gerar e dar nascimento como infinita geração. A idéia dos raios gêmeos (um aspecto masculino e um aspecto feminino de uma mesma energia) é uma das leis mais fundamentais da criação no universo. É um princípio fundamental na individualização da Chama de Deus e na Ação Cósmica.

A natureza da vida é força essa força é consciência. Tudo é uma força consciência. Essa força consciência é separado do ser. Este é o significado do Elohim, segundo a cabala gnóstica. Elohim é o masculino do divino, usado através da criação.

O nome Elohim aparece 32 vezes na estória de criação, refletindo as 10 sephirots e as 22 letras que formam as linhas e os círculos da árvore da vida e representa as diversas manifestações da força de consciência no ato criativo.

Os sete Elohim são os construtores do nosso sistema. A energia manifesta no Planeta vem do Altíssimo, do Sol Central Superior, através do Sol deste planeta e através dos sete Elohim. Os 7 Elohim são uma só energia (a de Deus) manifesta em formas diferentes.

De acordo com o livro Law of Life- dois Seres Cósmicos tomam a iniciativa de serem o Deus Sol e Deusa Sol e são dotados para criar um sistema de mundos. Eles atraem para si os Elohim Criadores (para nosso planeta em numero de sete), que se oferecem para construir os planetas, em seus devidos tempos. Os Elohim por sua vez magnetizam para ajudá-los os Construtores da Forma, os Arcanjos, os diretores dos quatro elementos, Deva, Serafins, Querubins, Anjos e Guardiões.

A criação de um planeta começa com o Deus/ Deusa Sol formulando um planejamento que é entregue ao Ser a que chamamos de Observador Silencioso Planetário que mantém o projeto na consciência Universal. O Observador Silencioso por sua vez começa a criar o planeta em cooperação com os Elohim, os Devas, os elementais.

Os sete Elohim (para nosso planeta) constroem a forma do planeta. Representam a atividade mental de Deus, a irradiação de Deus. Os sete Arcanjos representam e trazem a atividade da emoção de Deus, a irradiação espiritual.

Após saber qual o projeto para o mundo a criar os Elohim projetam seus raios combinados e onde eles se encontram ou cruzam eles formam o átomo permanente, a chama trina, ao redor da qual a substância de luz eletrônica se forma, criando o planeta.

No centro do planeta existe um foco magnetizante. Da mesma forma como a chama trina no coração mantém os átomos do corpo físico juntos, este foco forma um poder de coesão para os elétrons da terra, água e ar.

A Terra foi criada através da liberação rítmica do derramamento da energia dos sete elohim por um longo período até que isto atingiu um ponto de completude e as três chamas no centro da terra começou sua função e a terra começou a girar sobre este eixo.

A substância da Terra foi criada dos átomos formados de puros elétrons ao redor de um centro. A substância no início era completamente pura e de uma frequência vibracional mais rápida do que agora, similar ao que hoje conhecemos como éter. Os sete raios irradiavam através da terra em sua radiância iridescente. Hoje sua radiância forma o corpo causal ao redor da Presença Eu Sou.

Assim, por vontade de Yaweh, foi construído o nosso Universo. Sete grandes seres cósmicos concentraram sua força e a soma dos aspectos da energia de Deus formou o nosso Sol Central, a partir dele eles novamente se dividiram em sete raios que formam e sustentam a energia criativa do Universo.

 Os 7 Elohim são uma só energia (a de Deus) manifestada de formas diferentes. São grandes seres cósmicos provenientes do Sol central. Direcionam e operam a energia criativa do Universo.

Os sete Elohim concentram as suas chamas na consciência intelectual e ancoram estas na fronte do corpo etérico de cada ser encarnado na terra. Eles dão as suas faculdades e consciência a cada ser através da Chama Sétupla. A consciência intelectualizada ou mente externa é o instrumento da mente divina. O ser crístico trabalha e contata os mundos externos através dos sentidos. Portanto, o programa criativo infinito, os muitos programas de criação e as possibilidades para expressão e expansão de consciência em infinitos níveis de universo vêm das impressões de Luz dos Elohim, emanados da Mente Divina.

Dr. J.J. Hurtak, na Chaves de Enoch, nos ensina que, através do compartilhar um propósito espiritual comum, os Elohim estão encarregados de trazer um programa de consciência de Luz e as Leis cósmicas para os diferentes universos para unificá-los. Diz, ainda, Dr J. J. Hurtak, que “os elohim são Deuses criadores que controlam as calibrações de Luz necessárias para evoluir todas as combinações da Imagem e similitude através do Olho eterno do Pai divino”. Em outras palavras, isso explica quão importantes são os 7 Elohim:

a - para a criação dos Universos,
b - no trabalho do Universo
c - para nos trazer para a Consciência de Luz ou Luz Supra Luminal, a consciência da Mente Universal com a qual estamos conectados.
d - para nos ensinar o processo de criação e de Manifestação, de forma a que possamos retornar ao nosso Deus ou devolver ao nosso Deus o direito de sermos Deuses criadores nós mesmos.

Bibliografia:

Os sete Elohim falam
La pratica de Las LLamas
Haja luz
Apostila Light Healing
Law of life Vol I e II
Comentários de Gisèle king nos workshops de 2005, 2007 em 2009

TEXTO: Maria Tereza Cunha – Portal Alnilam

 

Desenvolvimento, Hospedagem e Manutenção Site 7 Dias .'.

Menu